#4 Perder a coragem, determinação e pioneirismo

Coragem para quê? De quem e para onde? Com que motivação? Qual a razão de correr quando podemos permanecer na zona de conforto (conhecida como salvos na sombra e água fresca).

A Igreja Corpo de Cristo encontra a resposta no Evangelho. Ela deve correr na trilha de sua missão:

Anunciar o Evangelho, fazer discípulos de Jesus Cristo levando todo homem a ser semelhante ao Filho de Deus como descrito em todo o Evangelho.

O número de comunidades ditas evangélicas nunca foi tão grande no Brasil mas poucas correm por esses trilhos. Parecem trens sem destino que estão prestes a descarrilhar em qualquer vento de doutrina que apareça. Seja um espírito de novidade, uma língua estranha ou ainda um missionário famoso do Canadá ou do Sudeste Asiático que veio trazer reavivamento.

As igrejas verdadeiras tiveram isso em algum momento. Do contrário, jamais teriam se tornado comunidades do reino, evangélicas, Corpo de Cristo. O nascer de uma igreja local é sempre bonito, recheado de histórias de pioneirismo, determinação e coragem. Em algum momento algo se perde.

Apresento algumas das possíveis razões:

Falta de visão – salvo, batizado e membro de uma igreja batista. Mas e agora? O que fazer com esse treco chamado salvação? Como cumprir o “Ide” e o “Edificar ao próximo”? Há uma forma de colocarmos em ação a Missão que nos foi ensinada no Evangelho com os recursos que Deus nos deu? A resposta da maioria das comunidades: “Não sei, dê o dízimo e não falte ao culto de louvor & adoração”.

Comunidade dos 99 justos – é aquela que só olha para o seu umbigo santo. Parece mais um clube do chá gospel, uma reunião social. Não se lembram da missão e sequer desconfiam que necessitam de uma visão. Recuperar o perdido não é prioritário, estão muito ocupados organizando o retiro de carnaval dos 99 justos.

Na prática a teoria é outra – são muito boas no ensino doutrinário e na teologia sistemática. Infelizmente o conhecimento da letra não desceu para o coração, a ação e o bolso. São lentas em amar e modorrentas em doar. Bom, tem o culto missionário na 2a. semana do mês…

Perder a essência em nome da contextualização – resume-se a querer ser relevante numa geração pós-moderna perdendo o conteúdo e a essência. Decoramos a resposta mas não sabemos mais qual era a pergunta.

Josué viveu algo muito semelhante perto do fim da vida. Depois de uma vida de vitórias corajosas, ele clama ao povo de Israel para continuar a missão:

Façam todo o esforço para obedecer e cumprir tudo o que está escrito no Livro da Lei de Moisés,sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda (Josué 23:6).

Aplicando a “hermenêutica bíblica compactada”: esforcem-se e sejam corajosos em obedecer a Palavra de Deus.

O Corpo de Cristo deve permanecer na missão. Orientada pelo Espírito Santo e comandada pelo cabeça que é Cristo, deve usar de todos os meios possíveis para ser pioneira em sua visão, determinada no seu cumprimento e ter muita coragem para manter-se fiel aos princípios missionários do Evangelho dos Apóstolos. Quando nos desviamos dessa trilha, deixamos de aspergir graça e transmitir bênçãos aos que mais necessitam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: