O ignorante, o religioso e o Justo

O livro de Romanos em seus primeiros três capítulos fornece respostas às perguntas que sempre estão associadas às religiões:

  • Qual a nossa situação em relação a Deus?
  • O que precisamos ou podemos fazer para ficar mais próximos a Deus?
  • Por que alguns sentem falta de Deus? Por que outros simplesmente o ignoram? Qual a diferença entre eles e o que Deus pensa de ambos?

Muitos são ignorantes em relação a Deus, se quer desconfiam de sua vontade e justiça. Como diz Romanos 1, são indesculpáveis porque deliberadamente escolheram não glorificar a Deus e o substituíram por toda sorte de pensamentos e teorias. O errado lhes pareceu certo pois substituíram Deus pelas suas vontades e paixões (chamados religiosamente de ídolos).

Diversas teorias religiosas como o Budismo e o Espiritismo tentam livrar a cara do ignorante. É um coitado, desinformado em relação a Deus e portanto sem culpa perante a ira do Criador Justo. Pode até parecer razoável aos olhos politicamente corretos de nossa época. Infelizmente (?), o apóstolo Paulo inspirado pelo Espírito não concorda com tais teorias.

Melhor estão os religiosos que buscam a Deus certo? Afinal eles estão no caminho correto tentando glorificar a Deus por meio de regras éticas, caridade e altruísmo. Os judaico-cristãos questionariam sem pestanejar: “Depende. Tem que ser o Deus certo, com as regras corretas que chamamos de Lei de Moisés”.

Romanos capítulo 2 não alivia o tom de crítica aos religiosos. Não adianta nada ser o “povo escolhido de Deus” e julgar o próximo por meio da opressão como disse o próprio Jesus aos fariseus. É inútil se gloriar no conhecimento da Lei judaica mas não praticá-la. Guia de cegos é a palavra escolhida por Jesus e o apóstolo Paulo.

Então quem é justo? O final do capítulo 2 parece apontar para aquele que é “circuncidado no coração”. Ou seja, aquele que obedece e cumpre verdadeiramente a Lei de Deus. Problema resolvido?

Não, porque eu não conheço ninguém que cumpra toda a Lei (você conhece?). O capítulo 3 reforça que não há um justo sequer e que “todos pecaram e carecem da glória de Deus”. O quadro pintado em Romanos 1 de uma humanidade que escolheu trocar Deus pelas suas paixões mostras as suas cores: violência, mentira e ruína. Oh, e agora? Quem poderá nos defender?

A Justiça não pode vir pela obediência da Lei. Ela vêm por meio da fé na obra de Jesus Cristo. A sua morte na cruz e sua ressurreição foram a solução para nossa maldade e incapacidade de obedecer a Deus no cumprimento da Lei.

Um professor de Teologia deu uma definição brilhante sobre a salvação: é pela fé, por causa da graça de Deus e por meio da obra de Jesus Cristo. É a resposta definitiva e suficiente para as três perguntas do início desse texto.

Anúncios

5 Responses to O ignorante, o religioso e o Justo

  1. irmao disse:

    Olá irmão,

    Ao contrário do comentado, o espiritismo busca em primeiro lugar a orientação do ser levando em consideração os princípios pregados por Jesus utilizando uma base racional, científica, sem dogmas. Pois acreditamos fielmente na máxima Cristã – “Pois não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido”. O ser passa não a temer a Deus em primeiro lugar, mas sim, antes de tudo, à própria consciência e em seguida, às consequências de seus atos que irão levá-lo a situações de dor ministradas pela lei de amor e justiça divina, estas que permitem o resgate de nossos erros por nós mesmos, ao contrário da idéia de acreditar que iremos queimar eternamente em um caldeirão, chamado popularmente de inferno. Lembremos que a fé sem base analítica/científica, aquela que não se consegue explicar a uma criança, é o mesmo tipo de fé cega que muitos tinham de que a terra não era redonda embora vissem o horizonte estrelado em forma oval. Acredito que já está na hora de lermos a bíblia com um tom analítico, decifrando os significados e deixando de lado tudo o que vá em sentido contrário ao perdão, a caridade, ao egoísmo, ao bom senso e principalmente, à lei de amor ensinada por Jesus. “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará .”(João 8 : 32)

  2. irmao disse:

    Só uma correção, Lê se no último parágrafo:

    …Acredito que já está na hora de lermos a bíblia com um tom analítico, decifrando os significados e deixando de lado tudo o que vá em sentido contrário ao perdão, a caridade, “a humildade”, ao bom senso e principalmente, à lei de amor ensinada por Jesus. …

    Obrigado.

    • alanjulio disse:

      Essa é a diferença. Nós cristãos lemos a Bíblia interpretando ela mesma através de sua gramática e contexto histórico. Sem uma lente inicial embutida de “pré-conceito”, seja ela o marxismo, o espiritismo, epicurismo ou outro -ismo. O espiritismo como filosofia tem seus encantos, mas infelizmente não está de acordo com a Bíblia:
      “Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.
      Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.
      Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus (Romanos 3:20-25)”
      “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo. (Hebreus 9:27)”
      Obrigado por ler e comentar. Tenha um bom dia.

  3. irmao disse:

    Bom dia Amigo,

    “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo. (Hebreus 9:27)” – Realmente o homem morre uma só vez, isto é, um corpo padece somente uma vez, mas o espírito em pensamento singular em todas as doutrinas cristãs é eterno. Lembremos e pesquisemos o significado da palavra resurreição nos tempos de Jesus e veremos que resurreição e reencarnação eram expressos pela mesma palavra. Só lembrando que o conceito de reencarnação não foi criado pelo espiritismo, doutrina esta (ou ciência considerada por muitos) que teve seu início por volta de 1857. Este conceito já vem de religiões criadas muito antes do nascimento de cristo e obviamente do espiritismo. Conceito este inclusive afirmado como verdade pelo próprio cristo. Lembremos do diálogo entre Jesus e Nicodemos:
    Disse-lhe Nicodemos: “Como pode nascer um homem já velho? Pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, para nascer segunda vez?”
    Retorquiu-lhe Jesus: “Em verdade, em verdade, digo-te: Se um homem não renasce da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. – O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é Espírito. – Não te admires de que eu te haja dito ser preciso que nasças de novo. – O Espírito sopra onde quer e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem ele, nem para onde vai; o mesmo se dá com todo homem que é nascido do Espírito.”…

    A url que segue possui outros comentários sobre este diálogo e, inclusive, comenta outros no mesmo tema, trazendo várias reflexões interessantes. Leiamos sem o pré-conceito que o amigo mesmo disse evitar.

    http://obreiros.tripod.com/evangelho/cap4.html

    Obrigado pela atenção.

    Um grande abraço.

    Somos todos irmãos em busca da verdade…

    • alanjulio disse:

      Você lembra um pastor emergente que conheço. Ele cita uma passagem bíblica correta e depois escreve zilhões de palavras que contraria a idéia do texto bíblico. Pelo menos você não é um pastor evangélico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: