Desconectado

31 - julho, 2009

Estou sem internet e telefone fixo.

disconnected

As atualizações serão mais raras. É o preço de se livrar das garras da telefônica e dos grilhões do Speedy


Vale tudo ou não vale?

30 - julho, 2009

Ouvi de um pastor “celebridade gospel” que podemos flexibilizar a “lei” com a prerrogativa de aumentar a fileira de fiéis na igreja. O que poderíamos chamar de evangelho super-inclusivo e sem restrições. E aí? Será que vale tudo mesmo?

Será a lei de Deus e sua Palavra (quando ele fala sobre lei, ele não se restringe ao Pentateuco)  cabível de flexibilização em nome da propagação do evangelho? Será que devemos confiar em nossa consciência e bom senso para julgar quando obedecer ou não? Devemos ignorar II Timóteo 3:16 e toda as ordenanças normativas da Bíblia?

Segundo esse pastor devemos “obedecer a nossa consciência regenerada”. Quem segue a lei sempre é “tolo ou infantil”. Os que conseguem flexibilizar a lei em nome da inserção são  “santos e maduros”.

Então sou tolo, infantil e imaturo… Precisando ainda muito de Jesus como o próprio apóstolo Pedro disse:

Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente. Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da erva; seca-se a erva, e cai a sua flor; a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada.

(I Pedro 1:22-25)


Justificação

27 - julho, 2009

É disso que se trata justificação. Senão fosse por Ele estávamos na “roça”…

“Não há distinção, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.”  (Romanos 3:22-24)


Como você encara o sermão do monte?

24 - julho, 2009

Ou você não encara, ignora e enfia a cabeça debaixo da terra como uma avestruz gospel?

222_856-homemavestruz

O principal sermão de Jesus é ignorado (ou mal empregado) por boa parte dos cristãos: fundamentalistas, pentecostais, teólogos da libertação, emergentes e pilantras de plantão.

Existem os que querem levar tudo ao pé da letra e transformam o Sermão do Monte num reles código moral e ético. Outros mais barbudos e bigodudos o encaram como agenda de transformação social em benefício do “humano”. Ainda tem a categoria dos que espiritualizam tanto as palavras de Jesus que quase levitam ao ler Mateus capítulo 5.

Então o que será pior? Ignorá-lo sem saber do que se trata ou manipulá-lo para que Jesus caiba na sua caixinha de heresias?


Café no ponto – The Coffee Shop

21 - julho, 2009

Não é o famoso café do ponto. Observe a regência verbal.

Uma cafeteria mão na roda no Shopping Iguatemi. Logo na entrada. Tem umas mesas bacanas e um sofá confortável. O preço é camarada R$ 2,50 levando em consideração onde você está pisando.

Veja o detalhe do café bem tirado. Depois de esvaziar a xícara ela está branquinha e limpinha sem nada de pó.

O sabor é sensacional. Nada de acidez, nem mesmo aquela acidez boa da fruta. Para o meu gosto é perfeito.

Salvou o dia!


Gente que valoriza misericórdia e graça

15 - julho, 2009

O tópico mais importante nas linhas finais da carta de Paulo aos Romanos é o que ele fala sobre gente.

Faça um exercício nos capítulos 15 e 16 e procure aqueles que:

  • São irmãos na fé e valem mais como irmãos de sangue.
  • Estão sempre com você até nos momentos mais difíceis. Como na prisão ou no fundo do poço.
  • São como mães e pais não por parte genética, mas por carinho, cuidado e adoção.
  • Um casal que sempre coopera com você. São mão na roda e te ajudam no que você precisar.
  • Pessoas que amam trabalhar e servir ao Senhor. Não cansam trabalhando de forma exaustiva e alegre.
  • Os que não negam abrir a sua casa e preparar um café gostoso e um pão quentinho.

E infelizmente:

  • Aqueles que não querem servir a Deus mas sim massagear o seu ego.
  • Usam a igreja como meio de promoção pessoal ou ganância financeira.
  • Geram divisão e confusão pervertendo a sã doutrina.
  • Como disse Paulo: o deus dessa gentinha é o estômago!

Espero sempre encontrar essa gente graciosa que asperge misericórdia por causa de Jesus Cristo. Mais que isso, desejo que o Espírito de Deus me capacite para poder agir assim na vida das pessoas.

Deus me livre de encontrar essa gentinha que age como ministros de Satanás na igreja!

Deus me guarde de ser um deles!


O boletim da igreja diz tudo

8 - julho, 2009

Estou ouvindo uma série de palestras sobre homilética do Jay Adams de 1989 disponíveis no site da Editora Fiel.

Uma coisa muito interessante que ele mencionou refere-se ao conteúdo do boletim da igreja. Aquele folheto dobrado pode contar muito sobre a vida do Corpo e a doutrina saudável ou herética. Preste atenção em tudo, desde a lista de eventos e atividades, os avisos e principalmente os textos que são colocados (pastorais, artigos, devocionais).

O calendário de eventos revela muito sobre qual a agenda prioritária da igreja. Quais são os eventos que predominam? Estudos e classes bíblicas? Reuniões sociais (tarde da pipoca, noite do sorvete, chá das senhoras)? Atividades de caridade e bem-estar social? Uma predominância de um tipo de evento (ou a ausência de algum) pode revelar se a igreja é preocupada com o crescimento em maturidade e comunhão do Corpo.  A quantidade de eventos denota o nível de atividade embora não necessariamente uma igreja com muitos eventos seja um Corpo realmente vivo.

A minha sessão preferida é a das pastorais. Uma porção de texto escrito num pedacinho de papel durante várias semanas conta muito sobre o que pensa a liderança da igreja e qual a sua posição teológica.

Exemplos:

  • Qual é o tópico favorito? Teologia, filosofia? Problemas recorrentes da igreja? Dúvidas existencias? Atualidades do Fantástico? Veja se o assunto do boletim é com frequência a Veja.
  • Tem com frequência textos motivacionais recheados de auto-ajuda e psicologia barata (redundância). Não sabe do que estou falando? Você nunca recebeu por e-mail um desses powerpoints com figuras bonitas e frases açucaradas?
  • Quando os textos tem referências bíblicas (ufa!), é aplicada uma hermenêutica saudável (i.e. gramático-histórica) ?
  • O seu pastor gosta de citar outros autores de nomes famosos? C.S. Lewis? OK. Ah, ele é moderninho e gosta de falar de Paul Tillich, Karl Barth e Bonhoeffer? Teólogo liberal à vista! Está citando Brian Mclaren e Rob Bell?Pastor emergente que não crê mais tanto assim na Bíblia!

O que?! Colocou além de todos estes o Paulo Brabo no boletim? Então além de liberal e emergente a sua igreja é bastante descolada.