Reconstruindo os Fundamentos

Extraído do site da Igreja Batista de Vila Mariana:
Muitas pessoas nos dias atuais, crentes ou não, vêem o sistema chamado religião com grande suspeita. Com isso quero dizer que estes gostam mais de uma “espiritualidade transcendental”, criando para si deuses de sua própria experiência; eles enxergam a religião como uma imposição de credos e conjuntos de dogmas, juntamente com códigos morais das expectativas divinas. Por isso, resistimos quando nos dizem no que crer e como viver – até mesmo quando é Deus quem fala através do que chamamos teologia. Precisamos reconstruir os fundamentos da nossa fé.
No entanto, Paulo nos chama “à unidade da fé”, não a uma “experiência de fé”, mas a fé no “conhecimento do Filho de Deus”. É isso precisamente o que se propõe à teologia, a construção do corpo de Cristo na fé e no conhecimento do Filho de Deus. Sem isso, a igreja não sobrevive. No momento estamos sendo lançados de um lado para o outro a cada novo ensinamento de movimento de sinais e maravilhas, e modismos de psicologia popular e cruzadas políticas; desde visões estranhas e predições da segunda vinda de Cristo até pontos de vista extraordinariamente não ortodoxos quanto à salvação.
É preciso entender de uma vez por todas, que sem uma estrutura teológica sólida (Bíblica), qualquer coisa que construamos será acidental, e, como a casa da parábola do Senhor, erguida sobre a areia do capricho pessoal e do modismo social. O que permanecerá não são os nossos castelos de areia, por mais impressionantes segundo os padrões do mundo que eles sejam, mas sim a verdade teológica contida na Bíblia. É tempo para o crente que leva a Bíblia a sério, considerar o que a Bíblia diz ser sério, com igual seriedade; e a Bíblia leva a teologia muito a sério.
Os líderes de igreja não são dados para construir igrejas maiores com uma série de programas impressionantes e “celebrações” empolgantes, mas “com vistas ao aperfeiçoamento dos santos, para o desempenho do seu serviço, para edificação do corpo de Cristo . . . para que não sejamos meninos, agitados de um lado para o outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro” (Ef 4.12-14). Somos preparados para o aperfeiçoamento dos santos, onde o corpo é edificado, não para chamados superficiais ou experiências que transcendem o ensino sagrado da Bíblia, que na verdade, servem para autenticar atitudes, no mínimo, suspeitas quanto às suas intenções. Lembremos que sem teologia sadia, não existe igreja sadia, que a experiência na Bíblia nunca se sobrepõe ao ensino bíblico, mas esta se amolda aos ensinos inspirados por Deus.
Post Tenebrax Lux

Pr. Carlos Artur

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: