Fotos de um grupo de música na igreja

25 - setembro, 2010

Algumas fotos de um ensaio para o culto especial da Igreja Cristã Injili que aconteceu em setembro comemorando o seu aniversário.

Saudades de ouvir o Sr. Ibanez quebrando tudo!

Anúncios

M. Popular Brasileira

31 - julho, 2008

Tem muita gente que prega o fim das músicas traduzidas dos “Esteitis” que inundam os nossos momentos litúrgicos. Segundo os defensores da MPB, devemos agora é cantar apenas músicas nacionais, genuinamente tupiniquins. Coisas que mostram a força da nossa terra, enfatizando a mistura de raças e a ginga brasileira. Chega de tocar Vineyard, Saddleback e Hillsong. Chega também de brega colonizado como Aline Barros e Lagoinha ou o pop rock mântrico do Quinlan.

A solução para tal questão eu vi num comentário em um post do Pavablog, uma sugestão sensacional de repertório litúrgico:

“Não se vá …” (jani e erondi) para despedida de pastores

“Quando eu soltar a minha voz…” (Gonzaguinha) para antes de mensagem

“Mirem-se no exemplo… ” (Chico) para aniversario de SAS

“Quero uma casa no campo…” para culto de prosperidade

“Amou daquela vez…” campanha de construção do templo

“Estava a toa na vida…” Para pastor jubilado

“Quem me dera ao menos uma vez…” para culto de missões

“Não tinha medo o tal João de santo cristo…” para testemunho de ex-bandido

“Mais do mesmo…” para antes das aulas bíblicas

“Help…” para antes de assembléia

“Ovelha negra da família…” para momento de exclusão ou disciplina de membro.

“Não me amarrar dinheiro não…” para momento dos dízimos e ofertas.

“Encosta sua cabecinha no meu ombro e chora…” para momento de contrição.

“Sei que tinha tatuagem no braço e dourado no dente…” para cultos de milagres.

Viva a legítima música nacional! Do tamanho da nossa pátria!