Passo #3: Comece agora com a Escatologia carpe diem: ”Jesus já voltou! Você não viu?”

16 - junho, 2010

“Pois o que testemunhamos neste dia de Pentecostes é nada menos, senhoras e senhores, do que a volta de Cristo”

(Paulo Brabo em sua viagem na maionese)

Se você chegou ao terceiro passo é porque está realmente interessado em mergulhar fundo nos mares do ateísmo-evangélico. Com certeza ainda está atordoado pelo estado de maravilhamento que o levou ao questionamento de tudo o que você ouviu sobre o Evangelho. O frescor do renovo de liberdade das regras impostas pelo livro antiquado chamado Bíblia fez com que tudo fosse finalmente sujeito a uma nova e brilhante interpretação.

O terceiro passo consiste em colocar um pé firme nessa abordagem. Uma pá de cal em qualquer tentativa de interpretação literal da Bíblia. Um golpe no coração da hermenêutica, sim, aquela ciência antiga que tenta em vão interpretar e explicar os textos bíblicos observando a gramática interna do texto, a crítica textual e a cultura e contextos da época.

É hora de você eliminar qualquer crença que remeta à volta de Jesus Cristo!

As evidências da segunda vinda de Cristo nas Escrituras são inúmeras (Mateus 24:3; 24:27; 24:37 I Coríntios 15:23; I Tessalonicenses 3:13; 4:15; II Tessalonicences 2:1) mas se o passo 2 foi bem executado você já arranjou outra interpretação para esses versículos que não seja a volta real de Cristo. Afinal não faz nenhum sentido aguardarmos a volta de Jesus se esse mundo está tão legal, tão bonito, só precisando mesmo de uma ajudinha nossa para ficar melhor e aí sim colocarmos a cereja no bolo.

Por isso que a Escatologia deve ser morta. A expectativa da volta de Cristo nos faria lealmente esperar, confiar e servi-Lo (Filipenses 1:9-11). Infelizmente não podemos mais esperar por isso num mundo onde as necessidades são urgentes. Olhar os lírios do campo e as aves do céu? Poesia não supre as necessidades de ninguém! O importante é discutir sobre como encher melhor os nossos estômagos. Num tempo remoto os cristãos discutiam como se daria a volta de Cristo. Hoje nem discutimos a forma mas simplesmente ignoramos o fato e bradamos em alto e bom som que não precisamos mais da sua volta para implantar o Reino. Outrora tínhamos uma doce e errônea pretensão de que como igreja faríamos tudo pelo Senhor e Ele só voltaria para empurrar a bola ao gol. Atualmente cremos que já ganhamos o campeonato e o Senhor Jesus é um cartola que erguerá a taça e entregará o cheque.

Então seja mais homem-humano-independente e jogue no lixo essa esperança infantil de que Jesus vai voltar e nos levar com ele para a sua morada. Cristãos adultos e intelectualizados sabem resolver seus problemas sozinhos e não ficam anseiando a volta de um Messias que os resgate da sua miséria. Jesus disse: “Bem aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus”. A igreja pós-moderna diz que o reino é esse mundinho mequetrefe portanto contente-se em fazê-lo funcionar.

Como se faz com uma privada velha entupida tente consertar o mundo para ver novamente a porcelana. Quando estiver afogado durante o conserto você poderá gritar feliz da vida:

“A volta de Cristo somos nós”

Anúncios